Avaliação da (in) satisfação com um serviço de dependência química na perspectiva dos familiares

Nome: Marcos Vinícius Ferreira dos Santos
Tipo: Dissertação de mestrado acadêmico
Data de publicação: 25/02/2014
Orientador:

Nomeordem decrescente Papel
Marluce Mechelli de Siqueira Orientador

Banca:

Nomeordem decrescente Papel
Marluce Mechelli de Siqueira Orientador
Rita de Cássia Duarte Lima Examinador Interno

Resumo: Objetivou-se neste estudo, avaliar a satisfação dos familiares de usuários com um serviço de dependência química. Trata-se de um estudo descritivo, de corte transversal, com abordagem quantitativa e qualitativa, realizado com familiares que acompanhavam usuários internados em tratamento. Este estudo integrou a pesquisa intitulada Avaliação de Serviços de Saúde Mental: O caso PRESTA-ES que foi aprovada pelo Comitê de Ética em Pesquisa do Centro de Ciências da Saúde da Universidade Federal do Espírito Santo, sob o No. 242.842. Na análise quantitativa, a amostra foi composta por 23 indivíduos que tiveram dados coletados através de um questionário que dentre outras variáveis, mensura a satisfação por meio da Escala de Avaliação da Satisfação em Serviços de Saúde Mental (SATIS-BR). A estatística descritiva e a correlação de Pearson foram empregados para analisar os resultados. Predominou o sexo feminino entre os participantes (91,3%). Quanto ao grau de parentesco, houve maior prevalência dos genitores (39,2%), seguido pelos cônjuges (30,43%). A droga mais se constituiu como motivo de procura pela internação no serviço foi a cocaína/crack (69,6%) seguida pelo álcool (26,1%). Detectou-se alto grau de satisfação dos familiares com o serviço (4,65), como também com os subitens: resultados do tratamento (4,61); acolhida e competência da equipe (4,83); privacidade e confidencialidade (4,43). As correlações das três subescalas SATIS-BR com a escala global foram positivas, fortes e significativas (r > 0,7 e p < 0,01).Para análise qualitativa empregou-se a técnica do grupo focal de seis indivíduos que tinham participado da etapa quantitativa. As falas foram gravadas, transcritas integralmente e analisadas a luz da análise de conteúdo conforme Bardin (2011). Emergiram a posteriori seis categorias : 1) Satisfação com os profissionais do serviço; 2) Acessibilidade; 3) Aspectos Estruturais; 4) Resultados do tratamento; 5) Continuidade do tratamento; 6) Atenção oferecida à família. Notou-se que os familiares estiveram satisfeitos com o serviço e que as mudanças apresentadas pelos usuários decorrentes do tratamento, a competência e a postura acolhedora da equipe foram questões relacionadas à satisfação destes. Os sujeitos demonstram-se insatisfeitos com as condições físicas do local, com a quantidade de dias fixados para visita aos usuários e com grupo de atenção à família. A satisfação dos familiares foi observada tanto no componente quantitativo quanto no componente qualitativo, contudo na análise qualitativa a insatisfação foi mais evidenciada.

Acesso ao documento

Acesso à informação
Transparência Pública

© 2013 Universidade Federal do Espírito Santo. Todos os direitos reservados.
Av. Marechal Campos, 1468 - Bonfim, Vitória - ES | CEP 29047-105