Uso de ferramenta de captura eletrônica de dados para avaliação e orientação de higiene bucal em gestantes

Nome: Gabriela Petri De Bortolo
Tipo: Dissertação de mestrado acadêmico
Data de publicação: 24/05/2021
Orientador:

Nomeordem decrescente Papel
Edson Theodoro dos Santos Neto Orientador

Banca:

Nomeordem decrescente Papel
Carolina Dutra Degli Esposti Examinador Interno
Edson Theodoro dos Santos Neto Orientador
Elâine Cristina Vargas Dadalto Examinador Externo
Luciana Lee Suplente Externo
Silvia das Dores Rissino Coorientador
Thiago Dias Sarti Suplente Interno

Resumo: A gravidez é um estado fisiológico transitório que provoca diferentes alterações
físicas, biológicas e hormonais no corpo de uma mulher. Essas modificações,
associadas a hábitos alimentares inadequados e à negligência na higiene bucal,
podem implicar o aumento do risco de patologias bucais, repercutindo na qualidade de vida das gestantes e do bebê. Nesse sentido, a realização de atividades educativas, enfatizando a importância do pré-natal odontológico, representa uma alternativa excelente para a promoção da saúde bucal em gestantes. Atualmente a tecnologia da informação tem sido uma auxiliadora eficiente nesse processo de promoção de saúde. O objetivo deste estudo foi avaliar as práticas de higiene bucal e o impacto destas na qualidade de vida das gestantes, utilizando um sistema de orientação de cuidados bucais. Foi realizado um estudo do tipo transversal com 201 gestantes residentes no estado do Espírito Santo, Brasil, que participavam de grupos específicos para mulheres grávidas no aplicativo WhatsApp. A participação na pesquisa era efetivada quando o questionário eletrônico estava preenchido por completo. As gestantes adolescentes e as residentes em outro estado ou país não foram incluídas nas análises de dados deste estudo, porém também receberam retorno sobre suas respostas às questões do instrumento. A coleta de dados ocorreu on-line no período de agosto/2020 a novembro/2020, por meio de um questionário eletrônico do tipo Web-survey construído na plataforma Research Electronic Data Capture (REDCap), contendo questões objetivas e discursivas sobre dados pessoais, socioeconômicos, de higiene e autopercepção da gestante quanto à saúde bucal, mediante a aplicação da escala Oral Health Index Profile-14 (OHIP-14). Após a avaliação do questionário pela pesquisadora, as gestantes receberam via e-mail uma carta sobre a sua atual situação de higiene bucal e os possíveis impactos à sua qualidade de vida relacionados com os escores da classificação Elogiar, Orientar ou Recomendar (EOR). A maioria das gestantes apresentavam condições sociodemográficas elevadas; no que se refere às práticas de higiene bucal, 53,7% das gestantes receberam elogios, enquanto 46,3% necessitaram de orientações. A ocorrência de impacto da saúde bucal na qualidade de vida foi 10,0%, estando o impacto associado ao fato de a mulher ser a chefe da família (OR= 4,26; IC95%:1,62-11,20). Estratégias de promoção da saúde bucal para as gestantes precisam ser construídas e aplicadas como medidas de saúde pública. Em tempo de pandemia, a utilização de tecnologias inteligentes para a promoção de saúde bucal das gestantes pode ser considerada uma importante estratégia de rastreamento e conscientização quanto à importância do pré-natal odontológico. Nesse sentido, o método de classificação EOR mostrou-se um mecanismo capaz de realizar a educação em saúde e a triagem de gestantes quanto aos cuidados de saúde bucal. Verificou-se o WhatsApp como um efetivo recurso de mídia digital para a propagação de pesquisas científicas e a plataforma REDCap como uma ferramenta eficaz no desenvolvimento de tecnologias inteligentes para realização de pesquisas na área da saúde bucal, contribuindo para um bom gerenciamento dos dados coletados.

Acesso ao documento

Acesso à informação
Transparência Pública

© 2013 Universidade Federal do Espírito Santo. Todos os direitos reservados.
Av. Marechal Campos, 1468 - Bonfim, Vitória - ES | CEP 29047-105