Perfil dos Pacientes Revascularizados do Miocárdio no Período de 2004 a 2008 em um Hospital Universitário do Espírito Santo

Nome: Rita Ines Casagrande da Silva
Tipo: Dissertação de mestrado acadêmico
Data de publicação: 29/09/2009
Orientador:

Nomeordem decrescente Papel
Maria Helena Costa Amorim Orientador

Banca:

Nomeordem decrescente Papel
Denise Silveira de Castro Coorientador
Eliana Zandonade Examinador Interno
Maria Edla de Oliveira Bringuente Examinador Externo
Maria Helena Costa Amorim Orientador

Resumo: Caracterizar os pacientes submetidos à Revascularização do miocárdio
(RM); descrever o perfil clínico dos pacientes submetidos a RM e descrever o fluxo
intra e extra hospitalar no perioperatório desses pacientes. Métodos: Foi realizado
um estudo descritivo analítico de dados secundários de 147 prontuários de
pacientes submetidos a RM em Hospital de ensino, Vitória, Espírito Santo, Brasil, no
período entre 2004 a 2008. Para a análise dos dados foi realizado o método
descritivo. Resultados: A pesquisa apontou como perfil de maior incidência para RM
a predominância do sexo masculino, com faixa etária entre 50 e 69, a maioria dos
pacientes tinha de uma a duas doenças associadas. Ocorrência de óbito em 11,6%.
O fluxo intra-hospitalar apresentou um tempo total de espera entre o CATE
(cateterismo cardíaco) e a RM com mediana de 55 dias; Houve suspensão da RM
por problemas relacionados à estrutura e administração e ao paciente. O motivo
mais freqüente relacionada à estrutura foi a falta de leitos no Centro de Tratamento
Intensivo (CTI). Conclusão: Percebeu-se que a análise das variáveis clínicas
propostas apontou para resultados compatíveis com o panorama nacional nesta
área. Contudo no aspecto da trajetória foi identificada a influência de questões
relacionadas à gestão de recursos humanos e de estrutura para o desenvolvimento
das atividades hospitalares, tendo como resultado, a dificuldade de atendimento da
demanda pela capacidade instalada, assim como a fragmentação de atividades
relacionadas ao planejamento assistencial, de registros e da organização dos
prontuários. Com o estudo dessas variáveis foi possível a construção de uma ficha
para a coleta de dados em RM, de forma que estes oferecem subsídios para a
implantação de banco de dados construído pela autora e para a implementação de
ações interdisciplinares no serviço de cirurgia cardíaca do local de estudo.

Acesso ao documento

Acesso à informação
Transparência Pública

© 2013 Universidade Federal do Espírito Santo. Todos os direitos reservados.
Av. Marechal Campos, 1468 - Bonfim, Vitória - ES | CEP 29047-105