DETERMINANTES SOCIAIS DO ABSENTEÍSMO DE DIABÉTICOS ÀS CONSULTAS ESPECIALIZADAS

Nome: Marcelle Lemos Leal Santos
Tipo: Tese de doutorado
Data de publicação: 29/03/2021
Orientador:

Nomeordem decrescente Papel
Nagela Valadão Cade Orientador

Banca:

Nomeordem decrescente Papel
Ana Rosa Murad Szpilman Examinador Externo
Carolina Dutra Degli Esposti Suplente Interno
Cynthia Moura Louzada Farias Suplente Externo
Edson Theodoro dos Santos Neto Coorientador
Eliana Zandonade Examinador Interno
Leonardo Ferreira Fontenelle Examinador Externo
Nagela Valadão Cade Orientador
Thiago Dias Sarti Examinador Interno

Resumo: Introdução: O diabetes mellitus (DM) enquanto doença crônica demanda
acompanhamento regular pelos serviços de saúde, e o absenteísmo às consultas
médicas, frequente em nosso cenário de saúde, dificultam o controle da doença e o
acesso de outros pacientes ao serviço de saúde. Objetivo: Analisar o absenteísmo
em consultas especializadas de diabéticos agendados pelo Sistema de Centrais de
Regulação (SISREG) no Sistema Único de Saúde (SUS) no Espírito Santo (ES).
Métodos: Estudo transversal realizado por meio de dados primários e secundários
com 472 diabéticos ≥ 18 anos agendados em consulta com endocrinologista no
SISREG-ES. Elaborou-se um questionário para avaliar o acesso segundo as
dimensões disponibilidade, viabilidade financeira e aceitabilidade. Para determinar a
confiabilidade do questionário, foram realizadas análises de reprodutibilidade por
teste-reteste e avaliação da consistência interna pelo alpha de Cronbach. A estrutura
configural e congruência teórico-empírica foram determinadas segundo análise de
componentes principais com rotação ortogonal varimax. As variáveis das dimensões
do acesso (disponibilidade, viabilidade financeira e aceitabilidade) foram utilizadas
para estimar a associação com o absenteísmo por meio de regressão logística para
as análises bruta e ajustada. Foi elaborado modelo hierárquico dos Determinantes
sociais de saúde (DSS) do absenteísmo de diabéticos em cinco níveis:
socioeconômico e demográfico, acesso aos serviços de saúde, psicossociais,
comportamentais e clínicos do diabetes mellitus. As associações no modelo foram
analisadas mediante regressão logística hierárquica. Resultados: Foram produzidos
três artigos científicos que abordaram o absenteísmo de diabéticos às consultas com
o endocrinologista no SUS no ES. O Artigo 1 (aceito) originou um questionário sobre

acesso dos diabéticos à consulta com endocrinologista com 15 questões e três
dimensões: disponibilidade (α de Cronbach 0,669), viabilidade financeira (α de
Cronbach 0,526) e aceitabilidade (α de Cronbach 0,568). No segundo artigo foi
identificada associação entre o absenteísmo e as variáveis: residir a menos de 10
quilômetros do prestador da consulta (OR: 1,814; IC95%: 1,166 – 2,823, p 0,008);
necessitar de transporte (OR: 4,893, IC95%: 2,540 – 9,424, p<0,001) e ter gastos
financeiros para comparecer à consulta (OR: 2,057, IC95%: 1,230 – 3,441, p 0,006).
No Artigo 3 os DSS associados ao absenteísmo de diabéticos foram: renda domiciliar
per capita maior que R$ 499,00 (OR=1,668, IC95%: 1,009-2,756), tempo de espera
(OR=0,997, IC95%: 0,995-0,999), consumo de bebida alcoólica (OR=1,821,
IC95%:1,031-3,239), obesidade (OR=1,773, IC95%: 1,134-2,773), uso de
hipoglicemiante oral e insulina (OR=2,2, IC95%:1,09-4,44) e ter complicações do DM
(OR=2,03, IC95%:1,297-3,179). Conclusão: O conhecimento dos DSS relacionados
ao absenteísmo de diabéticos no SUS permitiram compreender os processos que
produzem e são mediadores das desigualdades em saúde, o que é imprescindível
para que seja possível buscar formas de enfrentamento. As evidências produzidas
podem contribuir para avaliação de prioridades e implementação da Rede de Atenção
às pessoas com DM, assim como subsidiar a reformulação das linhas de cuidado para
essa população no ES para minimizar as altas taxas de absenteísmo na Atenção
Ambulatorial Especializada.

Acesso à informação
Transparência Pública

© 2013 Universidade Federal do Espírito Santo. Todos os direitos reservados.
Av. Marechal Campos, 1468 - Bonfim, Vitória - ES | CEP 29047-105