Tecnologias inovadoras aplicadas a vigilância da Tuberculose e HIV

Resumo: A tuberculose (TB) é, normalmente, uma doença relacionada à pobreza. Apesar de décadas de progresso científico, ainda são necessários muitos esforços para eliminar a doença como problema de saúde pública. A estratégia 'Fim da TB' da Organização Mundial de Saúde (OMS) redireciona as ações de controle da TB assentadas sobre três pilares: integração dos cuidados e prevenção centrada em pessoas com TB; políticas ousadas e sistemas de informações integrados e intensificação das pesquisas, ações de inovação e incorporação de novas tecnologias. Haja vista a nova estratégia da OMS, cabe salientar que mudanças importantes devem ocorrer nos serviços de saúde dedicados ao atendimento de pessoas com TB. Nesse contexto, o Laboratório de Epidemiologia da Universidade Federal do Espírito Santo (Lab-Epi UFES), em parceria com o Grupo de Pesquisa sobre Tecnologias da Informação e Comunicação Aplicadas à Saúde - UFES (dgp.cnpq.br/dgp/espelhogrupo/5299416253949886) e com os Laboratórios CIDIG (Implantação do núcleo de planejamento e análise do desempenho para redes multimídia: aplicação no contexto de cidades digitais) e ELEM (Laboratório de sistemas eletrônicos embarcados) do CPID (Centro de Pesquisa Inovação e Desenvolvimento Eliezar Batista da Silva), propõe neste projeto o desenvolvimento e validação de tecnologias inovadoras para a vigilância de doenças e para a avaliação da incorporação de novas tecnologias no Sistema Único de Saúde (SUS). Esta proposta, portanto, se sedimenta na interseção de diversas áreas: epidemiologia, doenças transmissíveis, estatística, modelagem matemática, engenharia de computação, ciência de dados, eletrônica embarcada e tecnologias de informação e comunicação (TIC). A união deste grupo de pesquisadores de áreas interdisciplinares é fundamental para que esta proposta de inovação tecnológica possa ser efetivada e, assim, promover a consolidação da UFES, através do Lab-Epi e do Grupo de Pesquisa TIC Saúde da UFES, como núcleo de excelência para a realização de estudos epidemiológicos e desenvolvimento de tecnologias inovadoras, por meio de atuação multiprofissional e interinstitucional, para a vigilância das doenças infecciosas e a consolidação da UFES como uma referência nacional e internacional no desenvolvimento de soluções avançadas para monitoramento, orientação e sensoriamento, de ferramentas de suporte aos atores envolvidos e de ferramentas de apoio às decisões referentes à vigilância das doenças infecciosas. Entre as metas a serem desenvolvidas pelo projeto incluem-se: Desenvolver e analisar a utilização do sistema informatizado para dispositivos móveis que auxilie os profissionais de saúde no processo de diagnóstico e tratamento da TB em pessoas que vivem com o HIV; Desenvolver e analisar a utilização do sistema informatizado para dispositivos móveis que auxilie na adesão ao tratamento da TB em pessoas que vivem com o HIV; Desenvolver e analisar a utilização do sistema informatizado para dispositivos móveis que auxilie os pacientes na identificação precoce de efeitos adversos; Desenvolver soluções baseadas em Data Science (Big Data, Deep Learning, Machine Learning) para obtenção de correlações e tendências visando auxiliar os profissionais de saúde quanto ao diagnóstico antecipado e eventuais reavaliações no tratamento da TB; Desenvolver soluções inovadoras baseadas na combinação de IoT e Visão Computacional para estruturação de espaços inteligentes programáveis; Desenvolver um protótipo de uma solução baseada em tecnologias vestíveis (Wearable Technologies) para monitoração de variáveis relevantes para o acompanhamento das doenças e orientações aos pacientes. Para tal, a UFES disponibilizará equipe técnica qualificada, infraestrutura de tecnologia de informação e comunicação e desenvolverá ações de treinamento para a qualificação de novos profissionais no ES. O alcance de tais metas irá propiciar melhoria na qualificação profissional do estado, fixação de profissionais fora da região metropolitana e para nível nacional, fortalecimento da UFES como instituição formadora, implementação de diversos produtos para o Sistema Estadual de Saúde e SUS, aumento da produção científica, criação de um centro de excelência em computação em saúde no ES, utilizando-se como referência os laboratórios CIDIG e ELEM do CPID, que poderá dar apoio às iniciativas governamentais, e, finalmente, nascimento de empresas “start-ups”. Além disso, a presente proposta possui grande potencial para formação de recursos humanos em três áreas de conhecimento: a saúde, a estatística e tecnologia de informação e comunicação.

Data de início: 2019-03-02
Prazo (meses): 48

Participantes:

Papelordem decrescente Nome
Coordenador Ethel Leonor Noia Maciel
Pesquisador Geisa Fregona Carlesso
Pesquisador Silvia das Dores Rissino
Pesquisador Thiago Nascimento do Prado
Acesso à informação
Transparência Pública

© 2013 Universidade Federal do Espírito Santo. Todos os direitos reservados.
Av. Marechal Campos, 1468 - Bonfim, Vitória - ES | CEP 29047-105