Atitudes dos Profissionais da Rede Socioeducativa Frente ao Álcool, Alcoolismo e Alcoolista

Nome: Wanderson dos Santos Gonçalves
Tipo: Dissertação de mestrado acadêmico
Data de publicação: 30/09/2014
Orientador:

Nomeordem crescente Papel
Marluce Mechelli de Siqueira Orientador

Banca:

Nomeordem crescente Papel
Túlio Alberto Martins de Figueiredo Suplente Interno
Marluce Mechelli de Siqueira Orientador
Maria Helena Monteiro de Barros Miotto Examinador Interno

Resumo: O consumo mundial do álcool vem crescendo significamente nas últimas décadas, fenômeno que tem contribuído para o aumento da carga de doenças em todo o mundo. A qualificação dos profissionais que lidam com a população usuária de drogas é alvo de grande preocupação. Neste contexto, a criação de Centros Regionais de Referência (CRR) para formação permanente é necessária. Portanto, este trabalho tem como objetivo identificar a percepção do profissional que lida cotidianamente com esta problemática relacionada ao álcool, ao alcoolismo e ao alcoolista antes a após a participação destes num curso de capacitação. Foi realizado um estudo exploratório, descritivo comparativo de abordagem quase-experimental, cuja investigação é fundamentada na mensuração das atitudes de um grupo de profissionais participantes do curso oferecido pelo Centro Regional de Referência sobre Drogas do Espírito Santo (CRR-ES). Foi utilizado como instrumento a Escala de Atitudes frente ao álcool, alcoolista e alcoolismo criada e validada por Vargas (2005), sendo aplicada no período pré e pós capacitação. Sendo que, a amostra final foi composta por 131 participantes, sendo 53 psicólogos, 51 assistentes sociais, 20 enfermeiros, 2 advogados e 6 com profissão não especificada. Os profissionais tenderam a ter atitudes mais positivas em relação ao álcool, alcoolismo e alcoolista após participarem da capacitação. Os maiores preditores para atitudes positivas encontrados neste estudo foram possuir experiência para trabalhar com esta clientela e terem participado desta capacitação. Portando, comprovou-se que o nível de conhecimento influencia diretamente nas atitudes dos profissionais frente ao álcool, alcoolista e alcoolismo, sendo que, quanto maior for o conhecimento maior a tendência de apresentar atitudes mais positivas.

Acesso ao documento

Acesso à informação
Transparência Pública

© 2013 Universidade Federal do Espírito Santo. Todos os direitos reservados.
Av. Marechal Campos, 1468 - Bonfim, Vitória - ES | CEP 29047-105