Cirurgião-dentista e Técnico em Saúde Bucal: encontros ou desencontros na relação no trabalho

Nome: Eunice Assad Galveas
Tipo: Dissertação de mestrado acadêmico
Data de publicação: 12/09/2011
Orientador:

Nome Papelordem decrescente
Adauto Emmerich Oliveira Orientador

Banca:

Nome Papelordem decrescente
Paulo Frazão S. Pedro Examinador Externo
Adauto Emmerich Oliveira Orientador

Resumo: O presente estudo propõe descortinar a visão que os profissionais, Cirurgião-
Dentista (CD) e o Técnico em Saúde Bucal (TSB) têm sobre as relações no
trabalho em saúde bucal na atenção básica, reconhecendo essa relação, como
um processo em construção de um trabalho em equipe. Parte-se do
pressuposto de que há dificuldades na formação e incorporação desses
técnicos que advêm de um contexto histórico de oposição gerada por um
comportamento corporativista por parte dos cirurgiões-dentistas (CDs). Buscouse
como suporte teórico, alguns autores como Michel Foucault, Pierre Bourdieu
e Bruno Latour para entender essa complexidade que são os relacionamentos
construídos desde a formação até o desenvolvimento do trabalho desses
profissionais. Possui uma abordagem qualitativa, de caráter exploratóriodescritivo,
cujos participantes foram os profissionais de cinco municípios da
região metropolitana de Vitória-ES. A amostra intencional constituiu de CDs e
TSBs, trabalhadores das Secretarias de Saúde dos municípios de Cariacica,
Serra, Viana, Vila Velha e Vitória. A técnica de pesquisa utilizada foi o Grupo
Focal, separadas por categorias profissionais. Para a análise do material foi
utilizada a técnica da análise de conteúdo com referencial de Bardin (2009),
onde no primeiro momento elaborou-se o material a ser analisado, no segundo
momento, foi realizada a exploração do material com a confecção de grade de
categorização; e no terceiro momento foi realizada a interpretação destes
resultados sendo apresentados de forma de dois artigos. O primeiro artigo
enfoca a percepção dos CDs dos fatores que dificultam, mas acreditando em
nova história a ser traçada baseada na mediação de Bruno Latour e no cuidado
pensado em rede. No segundo artigo, na percepção dos TSBs as dificuldades
não se limitam a questões técnicas, mas estendem-se para o campo de
interesses, poder e resistências - habitus de Bourdieu-, tendo a comunicação
como mediador das relações.

Acesso ao documento

Acesso à informação
Transparência Pública

© 2013 Universidade Federal do Espírito Santo. Todos os direitos reservados.
Av. Marechal Campos, 1468 - Bonfim, Vitória - ES | CEP 29047-105