Desigualdades, Relações Étnico-Raciais e o Acesso à Saúde

Código: PGSC-2297
Curso: Mestrado em Saúde Coletiva
Créditos: 2
Carga horária: 30
Ementa: Os conceitos de racismo estrutural e institucional auxiliam-nos a compreender os meios pelos quais o racismo se reproduz e se expressa como violências e desigualdades da população negra, na sociedade e nas instituições brasileiras, sustentado pelo mito da democracia racial, que faz com que o tema seja velado. Com isso, essa disciplina visa discutir temáticas que são invisibilisadas nos campos da educação e da saúde.
Bibliografia: ALMEIDA, S. Racismo Estrutural. São Paulo, 2019. Disponível em: <http://blogs.uninassau.edu.br/sites/blogs.uninassau.edu.br/files/anexo/r.... Acesso em: 22 fev. 2021.
AKOTIRENE, C. Interseccionalidade: feminismos plurais. São Paulo, SP: Sueli carneiro; Editora jandaira, 2020. 152 p. Disponível em: < https://files.cercomp.ufg.br/weby/up/1154/o/Interseccionalidade_%28Femin.... acesso em: 22 fev. 2021.
BRASIL. Política Nacional de Saúde integral da População Negra - PNSIPN - Uma política do SUS. Brasília, DF, 2013. Disponível em: https://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/politica_nacional_saude_integ.... Acesso em 23 FEV. de 2021.
NJAINE, K.; ASSIS.S. G.; CONSTANTINO, P. (Orgs.). Impactos da violência na saúde. 2ª ed. Rio de Janeiro: Fundação Oswaldo Cruz: Educação à distância da Escola Nacional de Saúde Pública Sérgio Arouca, 2009. 384 p. Disponível em: < https://static.scielo.org/scielobooks/7yzrw/pdf/njaine-9788575415887.pdf>. Acesso em: 22 fev. 2021.

Acesso à informação
Transparência Pública

© 2013 Universidade Federal do Espírito Santo. Todos os direitos reservados.
Av. Marechal Campos, 1468 - Bonfim, Vitória - ES | CEP 29047-105