Prevalência de acidentes ocupacionais em Acadêmicos de Enfermagem da Universidade Federal do Espírito Santo

Resumo: A rotina do acadêmico de enfermagem em suas atividades e disciplinas vem acompanhada de diversos riscos de acidentes ocupacionais, pois o cotidiano abrange uma grande variedade de procedimentos, que podem expor o acadêmico a risco de contaminação biológica. No que se refere à Enfermagem, as doenças infectocontagiosas, como as hepatites virais e a síndrome da imunodeficiência adquirida, são consideradas de grande risco para a equipe, e o sangue é a principal fonte de infecção ocupacional. É observada uma grande dificuldade em se obter estimativas confiáveis da frequência de exposição ao sangue ou outros materiais biológicos envolvendo estudantes de saúde. Será realizado estudo analítico de delineamento transversal em estudantes de Enfermagem da Universidade Federal do Espirito Santo, em Vitória- ES. Será utilizado um questionário auto gerenciado com vinte questões fechadas para se analisar a prevalência de acidentes ocupacionais. Espera-se encontrar uma grande prevalência de acidentes ocupacionais entre os acadêmicos de Enfermagem e uma inexpressiva Comunicação de Acidentes de Trabalho ao setor responsável.

Data de início: 2017-11-07
Prazo (meses): 12

Participantes:

Papelordem decrescente Nome
Aluno Mestrado Ramon Patrick Oliveira Rocha
Coordenador MARIA HELENA MONTEIRO DE BARROS MIOTTO
Acesso à informação
Transparência Pública

© 2013 Universidade Federal do Espírito Santo. Todos os direitos reservados.
Av. Marechal Campos, 1468 - Bonfim, Vitória - ES | CEP 29047-105