CONHECIMENTO DOS ACADÊMICOS DE ENFERMAGEM DA UFES SOBRE IMUNIZAÇÃO E SITUAÇÃO VACINAL.

Resumo: Constantemente acadêmicos de Enfermagem estão expostos a riscos ocupacionais, devido a rotina acadêmica intensa e plantões de longa duração, o ritmo de trabalho leva a um desgaste do aluno, alterando sua atenção ao manipular os instrumentais. Na Enfermagem, o risco biológico é bem claro. O profissional de saúde está exposto no dia-a-dia à um centro-cirúrgico, um laboratório, um pronto-atendimento ou em qualquer outra área em que haja fluido e ou secreção humana. Os riscos surgem pelo contato entre profissional e usuário, dificuldade de trabalho em equipe, rotina de trabalho, ausência de equipamentos de proteção e conduta resistente do próprio trabalhador ainda como fatores facilitadores aos acidentes. Deve ressaltar a importância de orientar sobre medidas que promovam o cuidado e manutenção da saúde destes alunos durante sua formação, para que não ocorra exposição a riscos ocupacionais. O uso de proteção individual é de alta importância, já que exposições acidentais podem ser irreversíveis; a imunização é eficiente e eficaz na prevenção a complicações decorrentes de tais acidentes. Este estudo tem como objetivo avaliar o conhecimento dos acadêmicos de enfermagem da Universidade Federal do Espírito Santo (UFES) sobre sua situação vacinal e a necessidade de imunização. Espera-se mostrar a não valorização dos acadêmicos para a necessidade de imunização; seus conhecimentos em relação às doenças que podem ser transmitidas em acidentes ocupacionais e de trabalho e o não conhecimento: do calendário de imunização e situação vacinal.

Data de início: 2017-11-06
Prazo (meses): 18

Participantes:

Papelordem decrescente Nome
Aluno Mestrado Ramon Patrick Oliveira Rocha
Coordenador MARIA HELENA MONTEIRO DE BARROS MIOTTO
Acesso à informação
Transparência Pública

© 2013 Universidade Federal do Espírito Santo. Todos os direitos reservados.
Av. Marechal Campos, 1468 - Bonfim, Vitória - ES | CEP 29047-105