Interfaces da Comunicação e Saúde na Mídia Impressa

Nome: Tatiana Breder Emerich
Tipo: Dissertação de mestrado acadêmico
Data de publicação: 20/03/2015
Orientador:

Nomeordem decrescente Papel
Adauto Emmerich Oliveira Orientador
Edson Theodoro dos Santos Neto Co-orientador

Banca:

Nomeordem decrescente Papel
Adauto Emmerich Oliveira Orientador

Resumo: O campoda Comunicação e Saúde engloba tanto os conhecimentos peculiares
à Comunicação quanto os conhecimentos da área da Saúde, os quais tratados
em conjunto e explorados as potencialidades de cada ciência, se interrelacionam, interagem e convergem para um amplo campo interdisciplinar. O
objetivo deste trabalho foi compreender, discutir e problematizar, a partir da
opinião dos sujeitos, a dinâmica da divulgação midiática da saúde/doenças na
mídia impressa do Espírito Santo (ES) e identificar possíveis temáticas de
saúde negligenciadas. Trata-se de um estudo qualitativo no qual foram
realizadas entrevistas com os atores-chave envolvidos na discussão/veiculação
da saúde/doenças nos dois principais jornais do estado: A Tribuna e A Gazeta,
gestores da Secretaria de Estado as Saúde do ES (SESA), bem como
integrantes da Assessoria de Comunicação da SESA e conselheiros de saúde
representante dos usuários no Conselho Estadual de Saúde. O material
empírico coletado foi analisado por meio da Análise de Conteúdo a partir da
temática. A compreensão das relações que permeiam a mídia impressa e a
divulgação midiática da saúde no Espírito Santo resultou em importantes
apontamentos os quais podem auxiliar jornalistas e comunicadores na
transmissão de informações pertinentes à Saúde Coletiva de forma clara, ética
e política e que corresponda às necessidades de saúde da população. Nas
interfaces das relações entre os atores entrevistados e a compreensão da
dinâmica das notícias de saúde, foram identificadas Doenças Midiaticamente
Negligenciadas e apontadas estratégias para lidar com esse silenciamento
midiático. Conclui-se que dentre as interfaces do campo da Comunicação e
Saúde se encontra as relações com o campo da Saúde Coletiva e por isso, as
sugestões para o enfrentamento da negligência midiática de alguns temas
incluem uma capacitação em Saúde Coletiva para repórteres dos jornais; a
mobilização dos doentes; a gestão fomentar a pauta pública; e a participação
social.

Acesso ao documento

Acesso à informação
Transparência Pública

© 2013 Universidade Federal do Espírito Santo. Todos os direitos reservados.
Av. Marechal Campos, 1468 - Bonfim, Vitória - ES | CEP 29047-105